Resenha do livro – O Vestido de Trinta Rosas:

Título do livro: O Vestido de Trinta Rosas

Autora: Lívia Messias

Gênero: Infanto-Juvenil.

Quantidade de páginas: 151

 

Sinopse do livro – O Vestido de Trinta Rosas:

 

O vestido de Trinta Rosas é o encanto de Helena, o meu, o seu, só nós sabemos. Uma coisa é certa: há um preço a ser pago e esse é o ponto alto do livro. Mostra para o leitor que, por mais que busquemos algo, nunca devemos agir inconsequentemente, nunca devemos nos levar por atalhos, pois o resultado é no geral, sempre desastroso. Helena sente isso na pele.

Resenha do livro – O Vestido de Trinta Rosas:

 

O livro o Vestido de Trinta Rosas é o típico conto de fadas… Onde nem tudo baseia-se no “felizes para sempre” que você está acostumado a ler.

A protagonista, Helena apaixona-se perdidamente por Ícaro, porém ciente que seu amor não será correspondido pelo rapaz ela aceita se submeter ao feitiço de vestido de Trinta Rosas… Porém todo feitiço tem a suas consequências, dessa vez não será diferente.

A felicidade dela, custará a dele… O que você faria por amor? Qual é a verdadeira essência de amar alguém?

Uma leitura rápida, simples, mas que te fará refletir muito.

Comentando o livro – O Vestido de Trinta Rosas:

Fiquei muito feliz em ser selecionada para a parceiria. Foi um prazer muito grande ler essa obra. E o mais impressionante, não é um daqueles típicos clichês que se está acostumado, quando se trata do gênero: infanto-juvenil.

 

Avaliando o livro – O Vestido de Trinta Rosas:

 

A avaliação do livro é baseada em 10 critérios rigorosos de avaliação, valendo de 1 a 5 cada um deles, para que se tenha a nota final do livro.

Essa avaliação não é influenciada pelo grau de proximidade com a autora, sendo totalmente sincera para com os leitores do blog.

 

Nota da capa – 5

 

A capa do livro é muito bonita. Fofa. E passa um pouquinho daquilo que encontramos dentro das páginas, não consigo imaginar uma capa melhor.

 

Introdução – 5

 

A introdução têm aquela coisa de “fisgar o leitor”. É bem direta e envolvente.

 

Desenvolvimento do livro – 3.5

 

O desenvolvimento do livro é bom. Porém, falha em alguns aspectos se tratando da ausência de detalhes. Detalhes físicos ( do cenário do livro) e detalhes emocionais (sentimentos da Helena e principalmente do Ícaro). Algumas cenas acabam se tornando corridas demais.

 

Páginas finais do livro – 4

 

O final do livro é bom. Porém acredito que foi direto demais… Corrido. Faltou alguns detalhes e envolvimento com o personagem.

 

Conceitos do livro – 5

 

O livro é bem conceitual e posso afirmar que foi isso o que mais gostei durante a leitura. Mas, de tudo o que é passado, eu achei muito interessante a forma como fala do amor.

O quanto amar, requer ser egoista? O quanto ser egoísta deixa de ser  amor?

 

Forma da escrita – 3.5

 

Eu consigo entender a autora, mas vamos lá… O livro em alguns momentos trás uma linguagem “quase” complexa, muito bem elaborada e adulta. Em outros momentos essa linguagem muda, ficando completamente infantilizada… Raramente o livro mantém um equilíbrio da verdadeira linguagem infanto-juvenil.

Eu entendo que o livro, trata-se de um infanto-juvenil…

Por isso sugiro a autora: Que divida melhor o seu publico alvo.

Ela poderia escrever livros adultos mais elaborados, o infanto-juvenil e o infantil. É visível que potencial para atingir todos os públicos a escritora tem e isso seria fantástico. Afinal, a história do livro, suporta qualquer um desses públicos. Mas, tentar abraçar todos os públicos em um único livro, torna-se confuso.

 

Desenvolvimento dos personagens: 3.5

Esse critério é com base no desenvolvimento das personalidades dos personagens do livro.

 

Helena – 4.

A Helena é a protagonista do livro. A garota que sonha com o conto de fadas e a aventura perfeita ao lado do seu grande amor. Mas, o seu egoísmo é muito grande.

E sinceramente… Acho que a definição de uma garota egoísta é o que torna o livro tão sensacional, porém…  Queria mais. Eu precisava conhecê-la mais profundamente.

 

Ícaro – 3.

 

Eu gostei da forma como o personagem foi retratado. Mas, faltou muito a ser explorado… Pouco se fala sobre os sentimentos dele.

Criatividade do Enredo – 5

Se tem algo que não faltou no livro, certamente é criatividade. A autora disse que a história surgiu de um sonho… Continue tendo mais sonhos assim.

Material do livro – 5

Ótimo material.

 

Indicaria o livro: – 5

Isso é uma indicação.

 

Avaliação final do livro: 3.95

Está procurando alguma coisa para ler? Veja a resenha completa do livro – Selene e o Dragão.

Resenha do livro – O Vestido de Trinta Rosas:
5 (100%) 1 vote

About Keslley Cremonezi

Keslley Cremonezi foi considerada uma das romancistas mais nova do Brasil com mais de onze livros escritos, publicou o primeiro livro: O Sabor da Vingança aos 14 anos de idade e o livro Terra de Floreyviu – Encanto de Fadas um ano depois. Conquistou quase um milhão de leitores no ano de 2016 com o livro: A Noiva do Meu Irmão, publicado na internet. Hoje aos 17 anos é redatora publicitária com mais de três mil artigos publicados na internet, cursou Web designer e Marketing Digital. Keslley Cremonezi é modelo agenciada por uma das maiores agencias de moda do país. Pretende cursar fotografia, psicologia e teatro. É resenhista e blogueira do Portal dos Leitores.

One thought on “Resenha do livro – O Vestido de Trinta Rosas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *